IQNA

Hajj, uma oportunidade para clamar contra o sionismo e o imperialismo: pensador turco

18:52 - June 13, 2024
Id de notícias: 2819
IQNA – Um académico turco descreveu a época do Hajj como uma oportunidade para os muçulmanos gritarem contra o sionismo e o imperialismo.
Dirigindo-se ao webinário “Hajj, centrismo no Alcorão e simpatia com Gaza”, o chefe da União dos Acadêmicos Ahl al-Bayt da Turquia, Ghadir Akaras, disse que muçulmanos de todo o mundo se reúnem em Meca para o Hajj, que é um grande congresso internacional.
 
Ele disse que os estudiosos muçulmanos e as elites presentes no Hajj deveriam expor e condenar o sionismo e o imperialismo e enfatizar a importância do Tawhid (monoteísmo).
 
Ele também enfatizou a necessidade de aumentar a conscientização sobre a questão da Palestina no Hajj.
 
Akaras disse que a questão da Palestina tem sido uma das principais questões do mundo muçulmano há mais de 75 anos, desde que o regime sionista usurpou a Palestina através de uma conspiração arquitetada pelo Reino Unido e pelos EUA.
 
Ele observou que durante estas sete décadas, muitos governantes do mundo muçulmano seguiram o imperialismo e o sionismo, o que impediu a resolução da questão da Palestina.
 
O académico turco disse que embora o Xá do Irão apoiasse o regime sionista, a vitória da Revolução Islâmica em 1979 transformou o Irão no país líder que apoia a Palestina.
 
Saudou ainda a Operação de Inundação de Al-Aqsa lançada pelas forças de resistência de Gaza contra o regime sionista em 7 de Outubro de 2023, por aumentar a consciência no mundo sobre a veracidade da resistência palestiniana.
 
Prof. Salienta a Necessidade de Dissociação Universal dos Regimes de Israel e dos EUA
Arakas disse que a operação não só desferiu um duro golpe no regime sionista, mas também despertou a consciência das pessoas em todo o mundo e expôs a verdade sobre o regime sionista.
 
O professor Mohammad Ali Azarshab da Universidade de Teerã, o chefe da Associação de Acadêmicos Muçulmanos no Líbano, Sheikh Ghazi Hunaina, o islamologista canadense John Andrew Morrow e o chefe do Conselho Consultivo de Organizações Islâmicas da Malásia (MAPIM) Muhammad Azmi Abdulhamid estavam entre outros palestrantes no webinar.
 
O seminário online foi organizado pela Agência Internacional de Notícias do Alcorão (IQNA) na segunda-feira, 10 de junho.
https://iqna.ir/en/news/3488731
captcha